domingo, setembro 13, 2015

10 anos de Belogue

Vocês nem sabem a trabalheira que deu fazer isto...


DIS-CUR-SO, DIS-CUR-SO, DIS-CUR-SO, DIS-CUR...

Ok, já que tanto insistem, farei um breve discurso.(espero que me desculpem a improvisação, não estava a contar. Até estou embaraçada...)
Há dez anos nascia o Belogue. Já uns meses antes andava a magicar que nome colocar e Belogue pareceu-me adequado porque gosto de brincar co' as palabras, bós bein sabeindes. O nickname beluga foi de facto um exagero, reconheço. É o nome da melhor qualidade de caviar, a mais cara. (O mais estranho é que nunca comi caviar, vejam lá!) Foi um exagero. Mas beluga é também o nome de uma baleia branca e tímida. A parte da timidez assentava na perfeição. A da baleia, nem se fala. Redimi-me do meu momento de vaidade ao cubo, e rematei o nome com a letra minúscula, o que lhe deu um ar valter hugo mãe, mas muito melhor.
Criei o Belogue porque achava que tinha coisas a dizer acerca de artes plásticas, de literatura, cinema, teatro. Coisas que via e que lia, coisas em que pensava e o Belogue era o espaço onde podia fazê-lo sem que ninguém dissesse: "olha a miúda armada ao pingarelho. deves pensar que és a Sontag da blogosfera, não?!". Não era (não sou) e percebo isso, quando hoje leio os posts passados, alguns sem interesse, meros exercícios pessoais e que nunca deviam ter sido publicados. mas é disso que se fazem as aprendizagens. hoje tenho menos certezas, cada vez menos. também tenho cada vez menos tempo para postar o que pode legitimar a vossa reclamação - caso a tenham - de que estes dez anos não foram bem dez anos já que houve alguns períodos em que não escrevi.  Acabei também por, por vezes, falar acerca dos meus sentimentos em relação a situações específicas da minha vida. O Belogue é também o meu espaço; não me podia negar isso. Desculpem!
Agradeço aos leitores a presença, os comentários, a troca de ideias. Agradeço-me porque o Belogue é uma das poucas coisas boas que criei na vida e isso faz-me sentir útil. (quando as pessoas me subestimam até sinto um certo prazer pois só eu sei que há um lugar, ainda que virtual, feito por mim, e de que me orgulho)
beijinhos às famílias e obrigada a todos (principalmente ao meu pai que me ajudou a fazer aquela composição culinária).

7 Comments:

Anonymous pedro b. said...

Exegi monumentum aere perennius.
Dez anos!... é realmente de se lhe tirar o chapéu. Os meus parabéns, menina beluga.
beijos,
pedro bessa

13/9/15 2:26 da tarde  
Blogger beluga said...

Olá professor:

Não conhecia a expressão e claro, perguntei ao Sr. Google. Muito obrigada pelos parabéns e pelo dito de Horácio que para mim, se aplica na perfeição.
Beijos e até breve,
b.

13/9/15 11:34 da tarde  
Anonymous ana said...

uau!! fizeste aquele bolo?? xpetaclo!! parabéns pelo belogue, sempre gostoso e bom de boca! beijos!

14/9/15 2:19 da tarde  
Blogger beluga said...

Olá Anita:
Obrigadux, como diz a malta nova, bacana e baril. Foi um trabalho duro (o bolo estava fofo) que implicou desenhos, maquetes e um ou palavrão, dos mais leves. Beijos e abraços

15/9/15 8:11 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

muitos parabéns a uma resistente dos blogues :)))

AM :)

21/9/15 3:23 da tarde  
Blogger beluga said...

Muito obrigada, António. Sei qie o António agora "tuíta", mas eu prefiro blogar. Um abraço, b.

22/9/15 8:49 da manhã  
Anonymous Brontops said...

Que legal, Beluga.

Os blogues andam bem esquecidos deste lado cá do Atlântico.

Todos migraram em massa para Redes Sociais e Whatzap e poucas pessoas são pacientes para ainda produzir algum conteúdo (que não sejam piadas e bobagens)

Eu ainda resisto, mas sem muito gás, confesso.

Parabéns ao seu blog. Eu confesso que me inspirei em você quando procurava um modelo de blog para começar a publicar... Obrigado de coração.

Eu continuo por aqui, falando pouco, mas vendo tudo. rs

Abração

30/9/15 9:01 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home