quarta-feira, agosto 08, 2007

- ars longa, vita brevis -
hipócrates
antes e depois ou "o original tem oolho de lado e a orelha descoberta. a menina, sinceramente, o que faz aí? serve-lhe de apoio? é que se era para mostrar a roupa, a dela foi mais escolhida. ou seria uma rede: "homem, mar, pescador, rede"? é um momento de caça? explique-se Mario, qual é a sua pertinência?

Hippolyte Flandrin
Jeune homme nu assis au bord de la mer
1836

Musée du Louvre


Mario Sorrenti
Yves Saint Laurent para Rive Gauche
1998

3 Comments:

Blogger Eduardo said...

O sr. Mario não sei o que pensa, mas eu acho que esta série de analogias com que a menina nos tem presenteado são simplesmente MARAVILHOSAS e o reflexo de como às vezes a publicidade pode atingir contornos de sublime beleza e que a moda ou mais especificamente as pessoas que estão por detras dessa maquina de produção de tudo o que é superfluo ( e como tal absolutamente indispensavel!) têm muito pouco de futil, como as massas e alguma da melhor inteligentzia têm tendência a nos fazer crer!

Mais uma vez parabéns minha crida, por estes post de puro refinamento!

E parabéns ao Monsieur Saint-Laurent, que não obstante todas as modas e "tendances" continua a ser sinonimo de puro bom gosto, de elegância e de um certo "savoir-faire et savoir-vivre" que infelizmente estão cada vez mais em vias de extinção!

8/8/07 10:39 da manhã  
Blogger beluga said...

edu:
falamos por gmail. se a tartaruga me deixar tempo! beijo. DE qualquer forma obrigado por preferir a nossa companhia.

8/8/07 11:23 da manhã  
Blogger Eduardo said...

não tem que agradecer crida.
O prazer é todo meu.

outro.

8/8/07 1:23 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home