segunda-feira, fevereiro 27, 2012

não sei o que se passa. já não tenho uma noite de sono sem interrupções desde 2004. lembro-me dela: foi em casa da Miriam, em Lisboa. e quando não me atacam as insónias, o sono superficial, ataca-me uma vontade de dormir para sempre. Acordo de manhã e o meu primeiro pensamento é: "quando é que me volto a deitar?". As manhãs são tenebrosas e nem é porque tenha sono... é só mesmo porque não tenho vontade de me levantar. se pudesse passava o dia, e os dias inteiros na cama, a dormir ou apenas com os olhos fechados. de manhã sinto uma dor física, sinto vontade de morrer, mas morrer com um cobertor e uma almofada. não tenho vontade de postar, de escrever, de ir às aulas, de fazer os trabalhos, de estar com os amigos. cada tarefa, mesmo as que antes gostava, é um trabalho, uma obrigação que não vejo a hora de acabar.

6 Comments:

Blogger AM said...

ai que prazer não cumprir um dever
conheço a sensação
o resto é da época
sazonal

27/2/12 8:57 da tarde  
Blogger beluga said...

humm... não sei se é sazonal (o tempo tem as costas largas). se é no verão, porque faz muito calor, as pessoas sentem-se cansadas, and so on. se é no inverno, porque faz frio e anoitece mais cedo e as pessoas estão tristes. o que eu sinto é mesmo aflitivo. é como se, apesar de saber que é mau, que me vou arrepender, o meu corpo não me obedecesse. e quando me levanto sinto dores no corpo.

2/3/12 1:31 da manhã  
Blogger alma said...

Querida Beluga,
Acontece a todos (smile)

2/3/12 1:26 da tarde  
Blogger AM said...

as dores no corpo livram-nos de muitas dores na alma

3/3/12 12:13 da tarde  
Blogger AM said...

o inverso não é verdade

3/3/12 12:14 da tarde  
Blogger beluga said...

sei lá... eu tenho as duas

6/3/12 12:34 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home