sábado, julho 18, 2009

- back to black -

"Post coitum omne animal triste" - Ovídio (Ars Amatoria)

3 Comments:

Blogger João Barbosa said...

o animal está muitas vezes triste, mesmo que nem sempre seja pós-coito

19/7/09 12:03 da manhã  
Blogger beluga said...

Caro João Barbosa:
Compreendo, mas a frase não era para ninguém em particular, muito menos para mim (O coitum não é a minha área). Vi-a no livro "A Casa do Pó" (parece o Majong, não é?) de Fernado Campos e gostei dela. Fez-me lembrar aquele fastio de que o Eça falava no Primo Basílio (onde mais?) e que o Flaubert descrevia na Madame Bovary. Ele diz uma coisa horrível acerca daquela mulher que foi tão criticada por querer uma aventura - quer dizer, foram duas. Diz "Pobre mulherzinha! Deve desejar ardentemente o amor como a carpa deseja água na mesa da cozinha."

21/7/09 10:22 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic

13/11/09 2:39 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home