sexta-feira, fevereiro 15, 2008

- original soundtrack -

não sei se repararam, mas esta semana foi dedicada à música portuguesa

Tarde de chuva, a península inteira a chorar
Entro numa igreja fria com um círio cintilante
Sentada, imóvel, fumando em frente ao altar
Silhueta, esboço, a esfinge de um anjo fumegante

Há em mim um profano desejo a crescer
Sinto a língua morta e o latim vai mudar
Os santos do altar devem tentar compreender
O que ela faz aqui fumando
Estará a meditar?

Ai, ui, atirem-me água benta
Ajoelho-me, benzo-me, arrependo-me, esconjuro-a
Atirem-me água fria
Por ela assalto a caixa de esmolas
Atirem-me água benta
Com ela eu desço ao inferno de Dante
Atirem-me água fria

Ai, ui, atirem-me água benta
Por parecer latina suponho que o nome dela
É Maria
É casta, eu sei, se é virgem ou não depende
Da nossa fantasia

Por parecer latina calculo que o nome dela
É Maria
É casta, eu sei, se é virgem ou não depende
Da nossa fantasia

(Vídeo Maria, GNR)

6 Comments:

Blogger João Barbosa said...

Esta música foi censurada na Rádio Renascença e na RFM

15/2/08 11:51 da manhã  
Blogger AM said...

isto é do meu tempo...
um EP com o USA (e abusa...) e salvo erro, com a notável e injustamente esquecida, "homens temporariamente sós" (ou SOS?)
tudo coisas oportunas...
aqui no belogue nunca perco o meu tempo...

15/2/08 6:41 da tarde  
Blogger João Barbosa said...

Este blog é mesmo um achado... muito além do pós-pós-modernidade

15/2/08 8:37 da tarde  
Anonymous ana said...

estava a ver que nunca mais aparecia esta...

15/2/08 9:37 da tarde  
Blogger beluga said...

CAro João Barbosa:
podíamos censurar a RR e a RFM, mas não vale a pena.

Caro AM:
ainda bem, é o melhor elogio que podiam fazer ao belogue.

Ana:
Tu nunca vais às festas dos anos 80 "ca gente"!

16/2/08 12:49 da manhã  
Anonymous ana said...

já sabes queu num gosto de festas

17/2/08 2:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home