sexta-feira, setembro 21, 2007

- ars longa, vita brevis -
hipócrates

depois e antes (nas datas) e antes e depois (na ordem natural da vida):

Francisco de Goya
A Woman Reading a Letter (As jovens)
1812-14
Musée des Beaux-Arts, Lille, France


Francisco de Goya
Time of the Old Women (As velhas)
1810-12
Musée des Beaux-Arts, Lille, France

Primeiro Goya pintou as velhas, depois (talvez arrependido a precisar de sangue novo, crise de meia idade aos 70 anos?!), pintou as jovens. São alegres, coloridas, atrevidas as moças. Têm pose, talvez tenham posses, talvez uma seja criada da outra. As velhas são cinzentas, cadavéricas, uma antevisão de Ensor. Aqui ninguém parece criado, ninguém parece patrão porque segundo aquilo que se diz, na morte são todos iguais.

2 Comments:

Blogger João Barbosa said...

o Goya era fabuloso a pintar velhos... há uma cabeça de velho, de dentição espaçada, que só lhe falta mexer-se e, quiçá, falar

21/9/07 10:00 da manhã  
Blogger beluga said...

hummm... tenho de ver isso. como é que essa cabecinha me escapou?

21/9/07 11:49 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home