sexta-feira, janeiro 06, 2006

COISAS QUE EU NÃO COMPREENDO

[Hoje de manhã, antes mesmo das 11h]
Duas representantes do sexo feminino, uma loira e outra morena, as duas frente à minha secretária com este discurso de bombardeamento (notar que eu não abri a boca para o tema ser este)
- Tu vai por mim, os homens não prestam nada, nada, nada. Nenhum.
(más experiências?)
- Os homens são muito estranhos, acredita. Muito estranhos.
- Querem e não querem, e depois só pensam em sexo.
(mas isso faz parte da estatística...)
- Tratam-nos como se fôssemos mercadoria.
(hummm, o que é que eu seria? Um cabaz de Natal? Um caixote de camisolas de cashemira?)
- Tu vê bem que eles até comentam como é o nosso mamilo!
(????. Eu também comentava o mamilo da Stella Warren no anúncio do perfume do Jean Paul Gaultier. Era cor-de-rosa, parecia fiambre.)
- Eles fazem uma coisa que se chama "operação camarão"!
("Operação Camarão"?)
- "Operação camarão"?
- Sim.... Sabes como é que se come camarão? Tiras a cabeça e comes o resto inteirinho.
(Bem, depende do tamanho do camarão, se for 60/80...)
- Não há um homem que preste.
- Se tiverem oportunidade de trair, traem.
E lá continuaram a conversa as duas, ignorando-me completamente. Eu que tinha tanto em que discordar. Os homens são como as mulheres. Querem querer e ser queridos, acho eu. A única diferença é na proporção. Sei lá. Eu nem sabia o que era a "Operação Camarão"!

[Só uma curiosidade]
Porque é que nos anúncios a pensos higiénicos e tampões, o fluxo é sempre azul?

[Se isto não é pimba, eu mando-me ao ar]
O calçado nos meus pés
Eu comprei
As roupas que estou a usar
Eu comprei
Os diamantes que eu estou a ostentar
Eu comprei
Porque eu dependo de mim

Se eu quiser o relógio que estás a usar
Eu comprarei
A casa onde eu moro
Eu comprei
O carro que estou a conduzir
Eu comprei
Eu dependo de mim
(Eu dependo de mim)

Todas as mulheres que são independentes
Agitem as mãos sobre mim
Todas as queridas que fazem seu própio dinheiro
Agitem as mãos sobre mim
Todas as mães que ganham dólares
Agitem as mãos sobre mim
Todas as mulheres que realmente me sentem
Agitem as mãos sobre mim

(Destiny's Child, Independent Woman, música da banda sonora de Os Anjos de Charlie)

4 Comments:

Anonymous pete said...

azul user-friendly

BAD RED! BAAAAD RED!

Mas deixa-me dizer-te, minha cara beluga, que uma das imagens em publicidade que mais gostei ultimamente foi a da senhora incontinente a vestir de forma sexy (câmara a seguir a perna) as cuecas anatómicas Lindor. Genial. Talvez um dia a publicidade dos pensos higiénicos faça o mesmo, para isso basta o mercado dizer que sim.

(estranho, tive uma visão do Bolhão inteiro a abanar com a cabeça)

6/1/06 5:07 da tarde  
Blogger beluga said...

Este post está muito "mulheres ao trabalho (frente ao computador que se faz tarde e o Estado não vos anda a pagar para isto)". O último anúncio que vi de pensos era uma coisa horrível que se chamava "Tanga Girls". Até tinham uma boneca e música irritante.

Por aqui o mercado é só amanhã.Uma loucura!

6/1/06 9:24 da tarde  
Anonymous jimi said...

"Às vezes, quando rio, perco uma ou outra gotinha.."
Acho q percebemos todos pq é q usam o liquido azul-simpático, não?
O que eu não percebo é pq é que anúncios tão cuidadosos, no que diz respeito a susceptibilidade do espectador, intercalam filmes/ telejornais que não tem qq problema na hora de mostrar o jacto de sangue, a facada, a explosao, a ausencia da perna,...hmmm...tenho fome!

9/1/06 2:26 da tarde  
Blogger Alice said...

Concordo com o pete disse: user-friendly.

Mas talvez usem o azul para o público masculino. Acredito que a grande maioria dos homens desconhecem as diferentes cores, texturas e cheiros do fluxo menstrual.

9/1/06 11:28 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home