sexta-feira, março 15, 2013

- o carteiro -

big in...

o Big in Japan dos Alphaville mete-me medo. é um bocado tétrico, principalmente com o rosto do vocalista. mas não posso dizer que detesto. é catchy. eles cantavam isto não sei se por uma questão de estética ou porque já eram tão big in nova iorque que o passo lógico seria ser big in japan. ou se calhar sou eu que acho que ser big in nova iorque é mais big do que ser no japão. esta expressão era também utilizada por um amigo que me dizia muitas vezes - quer dizer, algumas vezes - que queria ser big in japan. eu também quero, ou quis, nem sei bem. cheguei a uma idade - já cheguei há algum tempo, mas coincidências temporais fizeram-me sentir isso agora - que os amigos quando me encontram esperam sempre qualquer coisa. é a idade de dizermos o quão bem sucedidos somos. tento encontrar uma forma de explicar aquilo que faço e explicar que aquilo que faço, faço porque gosto, mas que não sou big in nada porque aquilo que faço não se vende, não se come, não serve para nada. na maior parte dos dias quando me levanto pergunto: "porque é que vais para lá aturar aqueles pedantes a citar Wittgenstein? Tu nem sabes o que é que ele fez!". não me levem a mal: sei que tenho muita sorte em fazer aquilo que gosto, mas pergunto-me onde é que uma coisa que não serve para nada, me leva. porque eu posso saber os nomes dos quadros todos e fazer mil associações entre as diferentes áreas artísticas (que é o que gosto de fazer, é o que sei que faço bem e quando faço, até fico bonita!), mas nunca vou poder ser bem sucedida aos olhos dos outros, nem colocar isso na panela para comer. e eu que nem como muito...

4 Comments:

Anonymous ana said...

caga nisso. o mundo de baixo não entende os estetas.

15/3/13 8:08 da tarde  
Blogger beluga said...

o que me deixa esquisita é a quantidade de coisas que, mesmo com uma vida longa, eu não vou ter capacidade de saber, ou tempo, ou interesse. às vezes não sei o que vou fazer lá porque aprendo tanto e quanto mais aprendo mais incertezas tenho. bem, como dizes: cago nisso. beijos

15/3/13 11:12 da tarde  
Blogger António Machado said...

eu gosto (eu estava "lá", nos "80's" - smile)
e gosto de tudo o que é big (e piqueno) in japan (smile)
http://www.youtube.com/watch?v=FVdfDoXHdZc
quanto à questão de fundo... é gozar a beleza que a vida nos dá
não há mais "saber" que isto

16/3/13 7:14 da tarde  
Blogger beluga said...

caro antónio:
toda a gente diz isso e por isso deve ser verdade. obrigada!

18/3/13 1:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home