quarta-feira, julho 02, 2008

- ars longa, vita brevis -
hipócrates

antes e depois e irrepetível porque a senhora parece que já deu à luz. Quando vi as imagens da passadeira vermelha em Cannes pensei que os Brangelina estavam muito parecidos com os Arnolfini. E se formos a ver, hoje fala-se tanto do primeiro casal no “social” quanto no mundo da pintura o segundo casal foi importante. Curiosamente os dois posam: os primeiros para os fotógrafos e os segundos para um pintor, embora no segundo caso essa exposição da intimidade esteja dissimulada. E os pintores daquele tempo eram o equivalente aos jornalistas e fotógrafos de hoje. Embora pense que o papel dos fotógrafos esteja a ser cada vez mais seguido por artistas hiper realistas que retratam políticos, actores, mulheres de presidentes e outros como antes se retratava os aspectos mais prosaicos da vida americana:

Jan van Eyck
Portrait of Giovanni Arnolfini and his Wife
1434
National Gallery, Londres

4 Comments:

Blogger João Barbosa said...

:-D

2/7/08 8:29 da tarde  
Blogger cadima said...

Adorei!!
Beijinho.

4/7/08 10:59 da manhã  
Blogger AM said...

aqui é que aplica aquela da "imitação"...

7/7/08 9:06 da tarde  
Blogger beluga said...

Cadima:
beijo. vemo-nos...

Caro AM:
pois é. foi uma fotografia muito bem tirada

7/7/08 11:03 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home