segunda-feira, novembro 26, 2007

- ars longa, vita brevis -
hipócrates

antes e depois ou "penso que há outro quadro de Rembrandt que foca mais esta cena, sem os figurantes à volta. Claro que aí deixaria de ser a aula do senhor Tulp para ser uma autópsia, mas achava que havia. Há um outro em que o morto está com a cabeça aberta, mas também não é esse. Fico-me por este, à falta de melhor, se é que se pode pedir melhor de Rembrandt. Por acaso pode: porque é que deifica a “Ronda da Noite e este “Lição de Anatomia”? O simbolismo atrás do primeiro não é assim tão evidente, as suas dimensões gigantescas não são as únicas no mundo, o realismo na técnica não é apanágio de Rembrandt. Claro que o prefiro a Rubens, mas o seu protestantismo, que não esta latente nas pinturas não-religiosas, não justifica nada. Compreendo a aura que certa obras adquirem com o tempo, talvez por causa do seu passado, mas a Ronda Noite é um daqueles quadros onde não encontro a mística.

As fotografias de Robert Wilson também não me são especialmente caras, mas como gosto de um bom “antes e depois”, tinha de colocar aqui a relação com Rembrandt. Este post bem se podia chamar “hás-de me mostrar o teu caixote do lixo”:

Rembrandt
Doctor Nicolaes Tulp's Demonstration of the Anatomy of the Arm
1632

Mauritshuis Museum, The Hague, Holanda


Robert Wilson
Robert Downey Jr.

3 Comments:

Blogger João Barbosa said...

Não apreciar Rembrandt é um pecado mortal. Redima-se ou ainda vai para o Inferno.

26/11/07 9:56 da manhã  
Blogger beluga said...

não disse que não apreciava Rembrandt, disse que não apreciava a ronda da noite nem esta lição de anatomia. Assim como não aprecio a gioconda. gosto das pinturas religiosas do rembrandt o que me aborrece é esse endeusamento de certos artistas. mas quem sou eu?

26/11/07 10:33 da manhã  
Blogger AM said...

estou com a beluga,
sobre a ronda da noite
e sobre o endeusamento

26/11/07 8:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home