terça-feira, novembro 22, 2005

sem título

Tanto silêncio que até o bater do coração parece o aproximar de uma multidão. Tanta solidão que até faz eco.

6 Comments:

Anonymous Anónimo said...

"Este céu passará e então
teu riso descerá dos montes pelos rios até desaguar no nosso coração"

Ruy Belo

22/11/05 6:01 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

filma a cidade, joga bilhar, sorve o recheio da bela tripa, bebe vinho quente. avança no sentido do sol, fotografa a nuvem, aveiro tem céus tão barrocos, andam por aí duendes.
anda de bicicleta!

22/11/05 11:29 da tarde  
Blogger beluga said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

23/11/05 10:04 da manhã  
Blogger beluga said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

23/11/05 10:05 da manhã  
Blogger beluga said...

Caros anónimos:
1º Também gosto de Ruy Belo. Obrigado pelo poema
2º Não sei andar de bicicleta. Mas sei nadar, pode ser?

23/11/05 10:07 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

se nao sabes andar de bicicleta, tens de aprender custe o que custar, é obrigatório para disfrutares da cidade totalmente.

23/11/05 12:24 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home