sexta-feira, julho 10, 2015

estou farta disto. estou farta das comparações com a outra ("toda a gente a adorava", "era uma mulher do caraças", "era fantástica", "fazia tudo"). Olha, desculpa eu não fazer tudo - tenho agenda própria, tenho uma vida, consegues compreender isso? E não, não sou uma mulher do caraças. Não sou solar, sou saturnina e não pretendo mudar. Não quero ser como ela, quero ser como sou. Já quis ser outra e correu mal. A atitude Agata Ruiz de la Prada pisses me offf.
Estou farta que para os outros seja sempre "a miúda". As pessoas têm uma vida, ideias, independentemente das suas medidas de busto e ancas, independentemente de falarem alto ou baixo, pelo amor de deus! Ser pouco reverberativo não implica ser "morcão", sabes?! Estou farta de ser subestimada, de ser "ensinada" (fuck, sabes lá o meu passado) que ele pense se sou uma tótó. Sou uma tótó, mas só eu posso "dizer-me" isso. Há dias em que isso me deixa com umas dores de cabeça tão fortes que parece que nem consigo ver. E nesses dias dá-me vontade de lhe tirar os olhos com uma colher. 

9 Comments:

Blogger beluga said...

Ai... tu queres ver que vou ter de puxar da colher? Irra!

11/7/15 5:39 da tarde  
Anonymous ana said...

respire fundo, beluga, e pense que está quase a acabar. o que não nos mata torna-nos mais forte. no fim de tudo poderá ter o prazer de fazer um manguito.

12/7/15 12:17 da tarde  
Blogger beluga said...

Olá Anita
Está quase a acabar?! Penso que está é a começar. E daqui para a frente vai ser ainda pior.

13/7/15 1:11 da manhã  
Anonymous pedro b. said...

bom dia,
queria fazer uma pergunta acerca de um post bastante antigo (é uma questão 'técnica', acerca de uns quadros do van Eyck). Isso é permitido?
Obrigado,

13/7/15 12:56 da tarde  
Blogger beluga said...

Bom dia professor
Sim, acho que é permitido.

13/7/15 3:03 da tarde  
Anonymous pedro b. said...

O post em causa é de 2011 (15 de Dezembro). Na altura - ou não exactamente na altura, mas de certeza há bastante tempo - guardei esta informação: "Não sei se repararam que (...) David Aubert reproduziu, na parede da oficina, o espelho, o candelabro, o fio de contas e a vassoura" (de O Casamento dos Arnolfini).

Porém, alguns dos objectos estão em posição inversa, a vassoura e o fio de contas. Poderia ser porque o armário (onde está a vassoura) passou para o lado esquerdo, num pormenor que se assemelha à armação da cama no van Eyck. Mas mudar os objectos de sítio não faz muito sentido no cópia, pelo menos em termos práticos: é mais difícil copiar. A não ser que a cópia tivesse sido feita a partir de uma gravura, onde as imagens já estão invertidas (há muitos exemplos desses na história de arte e nas artes gráficas - e também nos cartões dos frescos, claro), mas nunca ouvi falar em gravuras do quadro de van Eyck.
Isto não faz algum sentido nenhum, pois não? Estive a ver, e parece que a difusão da xilogravura apenas ocorre quase meio século depois.
Coloquei esta questão porque me interesso por este tipo de quadros, com alteração do eixo esquerda/direita, etc. (há casos muito curiosos, em que uma mão ou um pé são "trocados" e pintados por engano: uma mão esquerda num braço direito, etc.).
bjs,
pedro

14/7/15 11:06 da tarde  
Anonymous pedro b. said...

Aliás não tenho a certeza de no van Eyck se tratar da armação da cama. Parece que é mesmo um armário (encoberto pela "noiva", em primeiro plano). Reparou que a mesa baixa, com os dois pêssegos(?), também passou para o lado contrário no quadro do David Aubert?

14/7/15 11:12 da tarde  
Blogger beluga said...

Olá professor, bom dia:
Posso responder no fim-de-semana? Tenho de ver o post em causa para lhe responder e durante a semana chego muito tarde a casa para poder fazê-lo."Falamos" no fim-de-semana.
Até lá!

15/7/15 8:25 da manhã  
Blogger beluga said...

quero desistir. o cabelo está a cair, choro quase todos os dias, sinto um aperto no peito quando tenho de ir para lá. isto está a dar cabo de mim.
(professor, não me esqueci. só precisava de desabafar)

15/7/15 10:46 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home