segunda-feira, abril 23, 2012

- o carteiro -


sei que é grande e que ninguém vai ler, mas para quem tem facebook e para quem se interessa por este tipo de questões, cá vai o link

4 Comments:

Blogger alma said...

Li,e, gostei muito !!
aguardo um ensaio sobre blogues...

23/4/12 10:39 da tarde  
Anonymous ana said...

eu também li e gostei!

25/4/12 11:06 da manhã  
Blogger AM said...

eu não li
nem vou ler
mas se a alma e a ana leram e gostaram é porque é maravilhoso
as mulheres, seja como for, estão sempre certas

25/4/12 4:09 da tarde  
Blogger beluga said...

Cara Alma:
por acaso, quando li o texto pensei nisso e prometo que farei um post sobre a diferença entre entre o facebook e os blogs. se é que as há!

Cara Ana:
mil perdões por nunca mais te ter devolvido o livro. Vou na parte em que a filha dela casa com o conde da Ega. Sabes que saiu há pouco tempo um livro que se chama "Juliana, Condessa Stroganoff"? Tem nome de receita culinária!
As resistentes do facebook!

Caro AM:
faz bem em não ler. é grande e no fundo o que o artigo diz é o que qualquer pessoa com dois dedos de testa sabe: o facebook não pode nem deve isolar as pessoas ou fazê-las dependentes da bajulação dos outros. mas está sub-entendido que é assim e parece que quem entra no facebook aceita esse mal menor.
Vá lá... maravilhoso também não é! (eu acho que as mulheres, no geral, são muito chatas, falam muito. mas claro, contra mim falo!)

25/4/12 10:42 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home