quarta-feira, outubro 31, 2007

- ars longa, vita brevis -
hipócrates
antes e depois ou "eu não gosto de Renoir. nada, nada, nada, nada. faz-me lembrar os quadros do menino com a lágrima no olho ou os da menina com gatinhos ou pior ainda, aqueles bibelots em que uma mulher nua deita água por um jarro, água que cai em fios e nunca mais acaba. fascinante! também não gosto do Neil Folberg porque não acho particularmente interessantes as suas fotografias. há umas com mais piada do que outras, mas se há uma coisa que podemos dizer sobre os dois, sobre o pintor e o fotógrafo é que a obra de ambos rasa o mau gosto e que por isso devem estar aqui no Belogue onde há espaço para todos excepto para os Scorpions e para a Celine Dion":

Renoir
Portrait of Berthe Morisot and daughter Julie
1894
Private Colection


Neil Folberg
Renoir: After the portrait of Berthe Morisot and Julie
2003-2005

8 Comments:

Blogger João Barbosa said...

Nem mais! Renoir é um piroso.
.
.
.
Fiquei preocupado por só haver exclusão dos Scorpions e da Celine Dion... então e o Kenny G? então o Richard Kleiderman? Então e os Queen?
Hum?! Hum?! Hum?!
Acho que está demasiado condescendente. A sua busca pela perfeição e genialidade sai bastante danificada com a sua benevolência. Ai! Ai! Ai!

31/10/07 9:26 da manhã  
Blogger beluga said...

agora não me lembro bem da minha lista negra musical, mas pode incluir o Michael Bolton, o João Pedro Pais, a Shania Twain...

31/10/07 12:11 da tarde  
Blogger João Barbosa said...

isso é que é falar. assim já nos entendemos

31/10/07 1:03 da tarde  
Blogger AM said...

(baixinho... baixinho... eu gosto da shaninha...)

31/10/07 2:06 da tarde  
Blogger João Barbosa said...

Caro AM: pois... a Shania... compreendo... compreendo muito bem... eheheh

31/10/07 3:37 da tarde  
Blogger beluga said...

pois eu não compreendo... vulgarzinha, bimba... preferia que dentro do género, gostassem de Faith Hill. mas tudo bem. há coisas que deixei de questionar.

31/10/07 11:15 da tarde  
Blogger AM said...

e o que é que tem contra as bimbas?
e as vulgares não tem direito ao seu pedaço?
a sofisticação nunca deu de comer, como o vinho (ou foi chão que já deu?) de beber, a uma nação
antes matar a sede que matar-me à sede, por caridade...
começam com muitas esquisitices (príncipes perfeitos e mais não sei o quê...) e já se sabe como acabam...

(smile)

1/11/07 6:42 da tarde  
Blogger beluga said...

não me faça falar...

2/11/07 11:11 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home