sexta-feira, agosto 03, 2007

- ars longa, vita brevis -
hipócrates

antes e depois ou "um clássico reinventado: a mulher nua que tanto escândalo provocou na altura é substituída pela Kate vestida. escandaloso não é uma mulher nua no meio de dois homens vestidos, mas antes uma mulher vestida entre dois jovens nus. uma inversão dos papéis tradicionais" Caro AM, as truncadas ficam para outro dia.

Edouard Manet
Le Dejeuner sur L'Herbe
1863
Musee d'Orsay, Paris


Mario Sorrenti
Yves Saint Laurent para Rive Gauche
1998

3 Comments:

Blogger AM said...

uma coisa mórbida, parasitaria... e sempre o pudor(zinho) a tapar (precisamente...) as partes pudibundas
o homem da direita mantém a posição recostada, fecha as pernas, baixa o braço e a activa mão indicativa, perde o chapéu... e as barbas... e (mais grave...) perde o bastão... (já que era para despir...)
mas gosto muito (na pintura) do pezinho da menina no meio das pernas... uh-oh... não há sapato por mais engraxado...
e gosto da outra figura feminina lá do fundo, fora de escala, na perspectiva, como aprendi com a BBC...
quanto às "truncadas", antecipei-me :)

3/8/07 1:09 da tarde  
Blogger beluga said...

nem todas as truncadas o são. na minha opinião. mas mais tarde vou tentar fazer um post sobre isso. desculpe não lhe dar resposta imediata.

3/8/07 2:18 da tarde  
Blogger AM said...

omessa, desculpa porquê? :)

todos nos que andamos nisto (bom, pelo menos alguns de nós...) sabemos como a coisa sai do pelo

admore o seu tempo (admore o tempo que tiver a admorar)

(eu tb acho que nem todas - as imagens do link? - são truncadas)

ansiosamente, mas sem pressão :)

antónio

3/8/07 6:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home