segunda-feira, agosto 08, 2011

- ars longa, vita brevis -
hipócrates

olá, ou sim, como estou a fazer render o peixe. já tinha visto aqui duas fotografias da nova campanha da Christian Loboutin, mas apresento mais outra, desta vez inspirado num pintor que desconhecia (mas é mesmo para isso que serve pesquisar para o Belogue). quer dizer, conforme se pode ver, Nattier era um pintor de corte, das elites. como diria um professor de desenho que tive, "cá em baixo, tudo limpinho, tudo direitinho, mas olha-se para cima e vê-se uma nuvem que parece um PENEDO!". ele acentuava com as mãos e com a voz a palavra "penedo", e acumulava saliva nos cantos da boca. como Nattier pintava a corte (e, ou porque tinha pouco com que se entreter, ou porque as senhoras da corte assim lhe pediam, ou porque era a moda da época) pintava-a como se da própria corte do Olimpo se tratasse. houve uma altura, por volta da Idade Média (o que é muito vago) em que os mecenas gostavam de ser retratados como membros da corte celestial, ou como pessoas com o privilégio de privar desse grupo de eleitos de que o Pai se faz rodear. depois, depois foi a "pouca vergonha". bem, a campanha da marca mantém o traje, o arranjo estético da modelo, o cenário (se bem que, sem "penedo"), mas substitui o cão da marquesa por uma minúscula bolsinha tigresse que é bem pirosa porque nem é uma carteira, nem um saco. aliás, com isto a marca perdeu uma potencial (muito remota) cliente. (também não percebi qual era a pertinência da coisa. em todas as fotografias os sapatos como pouco mais do que um acessório. para o comum dos mortais, os sapatos são um acessório, mas para as mulheres, os sapatos são um Prozac. se a marca vende sapatos, não se percebe esta estratégia de colocar a bolsinha e o sapato como o Wally. bem, mas isto sou eu a pensar cá comigo):
Jean-Marc Nattier
Portrait of Marquise d'Antin
1738
Musee Jacquemart-Andre, Paris

Loboutin
Colecção Outono/Inverno 2011

4 Comments:

Blogger João Barbosa said...

conhecia o pintor, mas confesso que a graça que lhe acho não é grande...
.
bela, bela, é a sua descoberta.
.
belo, belo, é o texto li
.
curto, directo e com sumo. curti larguete

8/8/11 1:58 da tarde  
Blogger João Barbosa said...

e gostei dos pormenores da tigresse e a do sapatinho prozac

8/8/11 1:59 da tarde  
Blogger João Barbosa said...

tiveram o seu quê Lili Caneças

8/8/11 1:59 da tarde  
Blogger beluga said...

Esta coisa dos sapatos já me está a enjoar; vou ver se arranjo "antes e depois" diferentes. Até tenho ideias, mas como as aponto em locais diferentes, depois não sei onde estão.

Sim, acho que de facto tenho um bocadinho de silly: compro revistas de moda, gosto de saber as bisbilhotices das modelos, ouço beyonce quando estou a fazer ginástica... para muitas pessoas não sou só um "bocadinho", sou muito. o que me deixa desiludida mais comigo do que com eles.

12/8/11 12:34 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home