quinta-feira, junho 28, 2007

- original soundtrack -


Tarde de chuva, a península inteira a chorar
Entro numa igreja fria com um círio cintilante
Sentada, imóvel, fumando em frente ao altar
Silhueta, esboço, a esfinge de um anjo fumegante

Há em mim um profano desejo a crescer
Sinto a língua morta e o latim vai mudar
Os santos do altar devem tentar compreender
O que ela faz aqui fumando
Estará a meditar?

Ai, ui, atirem-me água benta
Ajoelho-me, benzo-me, arrependo-me, esconjuro-a
Atirem-me água fria
Por ela assalto a caixa de esmolas
Atirem-me água benta
Com ela eu desço ao inferno de Dante
Atirem-me água fria

Ai, ui, atirem-me água benta
Por parecer latina suponho que o nome dela
É Maria
É casta, eu sei, se é virgem ou não depende
Da nossa fantasia

(Vídeo Maria, GNR)

2 Comments:

Blogger AM said...

saudades

2/7/07 1:34 da manhã  
Blogger beluga said...

só tenho pena de não ter encontrado uma forma de ouvir esta música na net. mas no fim-de-semana matei as saudades. dela

2/7/07 1:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home